URGENTE: Maduro corta relações com BRASIL e dá 48 horas para Bolsonaro “Vai ter Guerra”

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019


Horas após o líder do Parlamento venezuelano, Juan Guaidó, se autoproclama presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro usou a televisão estatal para informar que não vai abandonar a presidência e para tomar uma decisão definitiva contra os Estados Unidos e o Brasil. Em seu discurso, Maduro falou em "tentativa de golpe" e deu 48 horas para o Brasil voltar atrás ou vai sentir as consequências.




Presidente venezuelano acusou EUA e Brasil de dirigirem uma operação para impor golpe de Estado, anunciou o rompimento de relações diplomáticas e políticas com os países e mandou recado 'vamos ao combate'



Maduro acusou os Estados unidos e o Brasil de serem "fascista", de "infectar" a "direita latino-americana e caribenha". "No Brasil há o surgimento de um fascista como o presidente Jair Bolsonaro", disse Maduro.

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE O ASSUNTO!
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial


ÚLTIMAS BOMBAS



     
    Copyright © 2015. Jornal Brasil 316 .
    .