Billboard Ads



Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante reunião com membos do PT, em São Paulo 25/01/2018 REUTERS/Leonardo Benassatto

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, situado em Porto Alegre, decidiu negar o pedido da defesa de Lula para suspender o processo referente ao terreno do Instituto Lula.

Além de já ter tido o pedido negado pela primeira instância em Curitiba, na 13ª Vara, a derrota é cabal para Lula, pois a qualquer momento pode surgir a segunda condenação do petista.

Em depoimento à juíza Gabriela Hardt, Marcelo Odebrecht confirmou não só o caso do terreno do instituto Lula, como também a reforma do sítio de Atibaia.

“Seria a primeira vez que a gente estaria fazendo uma coisa pessoal para presidente Lula. Até então, por exemplo, tinha tido o caso do terreno do instituto, bem ou mal, era para o Instituto Lula, não era pra pessoa física dele.”

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias para compartilhar.

Informação do Antagonista.
Por