Lula não vai votar em Haddad

quarta-feira, 3 de outubro de 2018


O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná negou, de novo, o pedido de Lula para que votasse nas eleições deste ano.

Seus advogados entraram com recurso no tribunal, questionando a decisão anterior que apontou “impossibilidade técnica intransponível” para a instalação de uma seção eleitoral na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Pelas regras do Tribunal Superior Eleitoral, o número mínimo para a instalação de uma urna é de 20 eleitores.

No relatório, entretanto, o juiz Jean Leeck reconheceu que Lula tem o direito de votar, que só é suspenso no caso de uma condenação criminal transitada em julgado (ou seja, quando transcorridos todos os recursos). Mas “embora o direito ao voto seja individual, a viabilização do seu exercício aos enclausurados […] é necessariamente coletiva”.

A única possibilidade para Lula votar é que o Justiça autorize uma viagem do petista até sua zona eleitoral em São Bernardo do Campo. Os advogados tentarão.

Fabio Campana
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial


ÚLTIMAS BOMBAS



     
    Copyright © 2015. Jornal Brasil 316 .
    .