Recusar Digitar alguma coisa e apertar enter

author photo
Por On

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná negou, de novo, o pedido de Lula para que votasse nas eleições deste ano.

Seus advogados entraram com recurso no tribunal, questionando a decisão anterior que apontou “impossibilidade técnica intransponível” para a instalação de uma seção eleitoral na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Pelas regras do Tribunal Superior Eleitoral, o número mínimo para a instalação de uma urna é de 20 eleitores.

No relatório, entretanto, o juiz Jean Leeck reconheceu que Lula tem o direito de votar, que só é suspenso no caso de uma condenação criminal transitada em julgado (ou seja, quando transcorridos todos os recursos). Mas “embora o direito ao voto seja individual, a viabilização do seu exercício aos enclausurados […] é necessariamente coletiva”.

A única possibilidade para Lula votar é que o Justiça autorize uma viagem do petista até sua zona eleitoral em São Bernardo do Campo. Os advogados tentarão.

Fabio Campana