Recusar Digitar alguma coisa e apertar enter

author photo
Por On
© Adriano Machado / Reuters

Ao pedir a Dias Toffoli que paute logo um novo julgamento sobre a prisão de condenados em segunda instância, Ricardo Lewandowski disse que é “uma oportunidade única para a correção de rumos”.

Fernando Haddad não vai mesmo precisar dar indulto a Lula, caso seja eleito.

A “correção de rumos” do STF vai colocar o presidiário no rumo de um ministério em Brasília.