Recusar Digitar alguma coisa e apertar enter

author photo
Por On
O delegado e Deputado Federal Francischini_ descobriu que no dia 6 de agosto de 2013, o terrorista Adélio Bispo de Oliveira, a época filiado ao PSOL, que tentou matar o Presidenciável Jair Bolsonaro, esteve no anexo 4 da Câmara dos Deputados reunido com um deputado federal!


Sua entrada foi registrada na portaria do Anexo IV, segundo dados obtidos pelo deputado Francischini a pedido de O Antagonista.

Ainda não há detalhes sobre quem Adélio teria visitado nem o motivo de sua presença. Ele era então filiado ao PSOL, que tinha três deputados: Jean Wyllys, Ivan Valente e Chico Alencar.

Francischini acaba de protocolar requerimento de informações ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a fim de obter detalhes da visita do agressor, assim como imagens. O deputado também encaminhou as informações à Polícia Federal, que investiga o atentado.

Abaixo, imagem de Adélio em frente à Câmara (reprodução do Facebook

O meliante que atentou contra a vida de Bolsonaro esteve na câmara há 5 anos.

A HISTÓRIA COMEÇA A TOMAR FORMA